Mulheres que correm com os lobos

mulheres que correm com os lobos

 

“Nesse conto, a mulher-foca resseca por ter-se demorado demais. Suas aflições são as mesmas que experimentamos quando ficamos além do tempo. A sua pele se resseca. A nossa pele é o nosso órgão dos sentidos mais extenso. Ela nos diz quando estamos com frio, com calor, quando estamos com medo. Quando a mulher passa tempo demais longe de casa sua capacidade de perceber como está se sentindo a respeito de si mesma e de todas as outras coisas começa a secar e a rachar.

“Há muitas formas de voltar ao lar. Muitas são rotineiras; algumas são sublimes. (…) Assistir ao nascer do sol. Ir de carro até um lugar em que as luzes da cidade não prejudiquem a visão do céu noturno. Orar. Estar com uma amiga especial. Ficar sentada numa ponte com as pernas balançando no ar. Segurar um bebê no colo. Sentar-se junto a uma janela num café e escrever. Sentar-se num círculo de árvores. Secar o cabelo ao sol. Pôr as mãos num barril cheio de água da chuva. Envasar plantas, fazendo questão de enlamear muito as mãos. Contemplar a beleza, a graça, a comovente fragilidade dos seres humanos.”

Mulheres Que Correm Com os Lobos, Clarissa Pinkola Estés

 

Às vezes nos desconectamos de nós mesmos. Deixamos os dias passarem, a rotina seguir seu curso e os calendários serem trocados. Não estamos mais em nós, não vivemos mais em nosso lar. Saímos e passamos tempo demais fora. Sabe aquela sensação gostosa de chegar em casa após um dia longo, tirar os sapatos e sentar no próprio sofá? Sabe aquele sentimento que temos quando retornamos de uma viagem e sabemos que foi muito divertido e prazeroso, e que certamente gostaríamos de viajar mais, porém estar em casa é reconfortante? É assim que nos sentimos quando estamos em nossa própria pele. Quando cuidamos dela e não a deixamos secar e rachar. E, da mesma forma que percebemos o mal-estar de ficar longe de nossa pele, podemos descobrir o que nos leva de volta para casa.

 

Para celebrar a Campanha Janeiro Branco, trarei todo dia aqui ao Bipolar e Afins uma série de postagens com trechos de livros para refletir sobre saúde mental. Siga o blog e não perca nenhum texto!

4 comentários em “Mulheres que correm com os lobos”

    1. É maravilhoso mesmo! Olha Cris, não me foram recomendados quando estudei, e acredito que não sejam uma indicação oficial. Na hora de selecionar livros eu cortei quase todos de psicologia, pois são muito teóricos. Na faculdade costuma-se pedir leituras mais específicas. Mesmo em livrarias, os livros das seções de psicologia geralmente não são os utilizados por estudantes e profissionais da área

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s