Objetos cortantes

objetos cortantes

 

“— Inverno. Ninguém gosta de inverno.

“— Escurece cedo, eu gosto.

“— Por quê?

“Porque significa que o dia terminou. Gosto de riscar os dias no calendário — cento e cinquenta e um dias riscados e nada realmente horrível aconteceu. Cento e cinquenta e dois e o mundo não está destruído. Cento e cinquenta e três e eu não destruí ninguém. Cento e cinquenta e quatro e ninguém realmente me odeia. Às vezes penso que nunca me sentirei segura até poder contar meus últimos dias em uma das mãos. Mais três dias a suportar até não precisar mais me preocupar com a vida.”

Objetos Cortantes, Gillian Flynn

 

Tem vezes que nossa vida vira contagem regressiva. Um dia a menos até o feriado, mais um dia em que sobrevivi, vou aguentar só mais hoje. Parece horrível viver assim, mas aprendi que é necessário usar uma estratégia de sobrevivência como essa nos momentos mais difíceis. Quando está muito complicado, fica impossível planejar a longo prazo. A vida nos esmaga e cada dia já é uma batalha. Mas podemos nos concentrar em superar mais 5 minutos, enfrentar mais um dia, chegar ao final de semana. Até conseguirmos fazer uma nova contagem: a dos dias bons, dos dias somados à nossa jornada.

Para celebrar a Campanha Janeiro Branco, trarei todo dia aqui ao Bipolar e Afins uma série de postagens com trechos de livros para refletir sobre saúde mental. Siga o blog e não perca nenhum texto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s